palpite de familiares e amigos durante a gestação

Como lidar com palpites de familiares e amigos durante a gestação?

É muito comum pais, principalmente aqueles de primeira viagem, serem bombardeados por pitacos de conhecidos enquanto esperam o seu bebê chegar. É inevitável que opiniões e palpites de familiares a amigos durante a gestação não sejam transmitidos. Frequentemente, isso acontece não só durante a gestação, mas também depois do parto e quando o baby já está crescendo. 

O grande segredo está em saber lidar com toda a situação que muitas vezes pode ser constrangedora e incômoda. Em maior parte do casos, os pais devem ser imponentes em suas escolhas e devem demonstrar seus posicionamentos diante da situação.

Para as mães e os pais que estão esperando a vinda de seu pacotinho ao mundo, a melhor forma de receber os palpites negativos de amigos e familiares é levá-los de forma leve, sem arrogância, ou, até mesmo, ignorá-los. 

São muitas as decisões que uma mulher grávida precisa fazer durante os nove meses de gestação; e se importar com comentários irrelevantes podem tornar o processo massante, de modo a testar a paciência dos pais e fazê-los perder tempo e energia. Durante esse momento mágico e único, de nada servem essas opiniões negativas.

Ao se depararem com comentários, sejam eles para agregar ou sejam eles para serem destrutivos, os pais devem ter uma boa conduta para guiar a situação da foma que mais acham adequado. 

Para ajudar as mães a não terem mais grandes problemas com os palpites de familiares e amigos durante a gestação, discorremos sobre as melhores formas de lidar com eles. As considerações também são uteis às mamães que já tiveram o seu baby. Acompanhe até o final do artigo e fique atenta a todas as dicas!

Palpites negativos

“Grávida não pode comer isso”, “não pode fazer exercícios pesados na gestação”, “você precisa comer mais”, “a barriga está pequena”, “você já engordou muito”, “amamentar é tão difícil”. Com certeza, se você está grávida, já ouviu algum comentário desse tipo ou, caso estiver planejando a gravidez, sem sombra de dúvidas, vai escutar algo do gênero.

Muitas vezes, os comentários podem não vir para agregar no desenvolvimento do seu baby. Algumas opiniões são lançadas para deixar os pais em uma situação de incerteza e insegurança, de modo a confundi-los sobre qual é a decisão mais apropriada a seguir. 

Em determinados momentos, a situação pode parecer constrangedora. Pela falta de prática, ou pela situação ser nova, principalmente para as mães de primeira viagem, é normal, no começo, que a situação saia do controle, ou que a gestante prefira poupar bater boca ou discutir por assuntos inúteis. Muitas vezes, elas não sabem ao certo sobre como se posicionar em momentos como esses.

Porém, tal situação, pode fazer com que a mãe se sinta incapaz de exercer a maternidade, que é um momento tão lindo e especial. Dica: não se deixe levar por comentários negativos ou por palpites que colocam em cheque a sua dedicação e compromisso durante a gravidez. 

De todo modo, toda a mulher gestante, principalmente aquelas na primeira gravidez, estão se preparando para ser mães, sejam fisicamente, como também psicologicamente. Então, não permita que comentários maldosos façam você se sentir desacreditada com o seu dom em ser mãe.

Além disso, é importante que você não seja guiada por opiniões o tempo todo. Alguns pais podem se tornar tão influenciáveis, que chegam a um ponto em que não conseguem tomar atitudes sem a opinião de terceiros. Às vezes, se tornam muito dependentes de pitacos alheios, que nem consideram suas próprias visões e perspectivas.

Um recado para as mães: não duvidem de seu potencial por conta de opiniões de terceiros! O baby precisa de uma super mãe.

Lembre-se, a pessoa mais indicada a sanar todas as suas dúvidas ou esclarecer questões relativas à gestação é o profissional de saúde. Não se apegue aos dizeres populares ou às falações de outras pessoas.

Palpites positivos

De todo o modo, não são todos os comentários que são negativos. Aqueles que vêm para somar são, com toda a certeza, muito bem-vindos. Os palpites positivos, recomendações, referências, conselhos, dicas são para agregar; e a mãe precisa tirar o maior proveito disso tudo.

As novas mamães, principalmente, devem absorver dicas de mulheres que já passaram pela maternidade, sejam de mães, de avós ou amigas. Indicações de médico, tipos de parto, utensílios a comprar, melhores laboratórios, lista de presentes, modos de amamentar, todas essas e muitas outras questões são primordiais para o conhecimento de uma mãe.

Os palpites positivos devem ser bem recepcionados, visto que é interessante compartilhar informações agradáveis e motivadoras entre as mulheres que já são mães e que serão mães em breve. Tais opiniões podem ser acolhedoras e fazem com que a gestação se torne mais especial.

Dividir experiencias entre mamães gestantes é uma forma de torná-las unidas para vivenciar essa fase tão deliciosa. Exitem diversos grupos nem redes sociais para as mais novas gestantes relatarem sobre sua rotina e tratar assuntos relacionados ao universo da maternidade.

Recepção de comentários

Antes de qualquer passo a ser tomado, é relevante pontuar uma questão: a mulher grávida está em mudança hormonal o tempo todo. Tais oscilações podem ser refletidas diretamente no comportamento da mãe: algumas delas são mais sensíveis, outras mais duronas, outras mais estressadas. Ou seja, dependendo da forma como a mulher grávida receber qualquer tipo de comentário, pode parecer ofensivo, mesmo que não seja.

Qualquer tipo de importuno pode ser motivo para discussão. Dessa forma, é importante ter em mente que palpites sempre existiram, independente da proveniência. É função dos pais fazerem uma triagem sobre o que, de fato, será absorvido como algo positivo, o que será ignorado e o que será debatido.

Lá vem mais uma dica: poupe discussões desnecessárias e que não acrescentem em nada. Isso, com certeza, ajuda a mãe a ter uma melhor saúde metal e poupa levar estresse ao bebê. Toda a sensação que grávida sente é transmitida ao seu filho, que está dentro da barriga. Por isso, não se preocupe com questões sem relevância. Às vezes, a melhor solução é ignorar.

Posicionamento dos pais sobre palpites de familiares e amigos durante a gestação

Em alguns momentos, tanto a mulher grávida, como também o seu parceiro, devem se posicionar diante de comentários. Os positivos, com certeza, serão bem recebidos, mas os negativos, devem ser lidados de outra forma ignorados ou respondidos.

Caso quem emitiu um palpite negativo não tenha percebido o seu tom pessimista, peça respeito. Dizer, de uma forma educada, que se ofendeu com o comentário e pedir para que não se repita novamente é uma forma harmônica de conduzir a situação.

Guardar mágoas associadas aos palpites alheios não valem de nada. Com o passar dos meses, eles podem até fazer com que os pais se sintam incapacitados ou se questionarem sobre algum problema pessoal.

Podemos dizer que a melhor forma de lidar com a situação é conversar. Em situações ofensivas e provocativas, às vezes, o mãe deve impor o seu posicionamento. Essa é uma forma dela demonstrar que sabe conduzir a sua gestação de forma confiante e autônoma.

Por exemplo, quando alguém se queixar que sua barriga está pequena demais, responda que o médico responsável analisou o desenvolvimento do bebê e constou que a sua saúde está impecável; ou, até mesmo, se alguém questionar sobre o tipo de parto que você escolheu, explique os seus motivos e deixe claro que toda a mulher é livre para fazer suas próprias decisões.

Para concluir…

Ao entrar no mundo da maternidade, toda a mãe será alvo de comentários, sejam eles positivos ou negativos. Aqueles com funções de ajudar mulheres gestantes a se sentirem mais confiantes, terem um ar otimista e agregarem, de alguma forma, nas escolha mãe, serão, de fato, bem recebidos. Já aqueles que vêm com um tom ofensivo e pessimista, com certeza, devem ser descartados.

Saber lidar com palpites de familiares e amigos durante a gestação é uma função dos pais. Eles são responsáveis por conduzir a conversa e colocarem um ponto final no momento que acharem mais apropriado.

Para que a situação não saia do controle e não fique um clima desagradável no ar, a melhor forma de agir é muito simples: conversar. Explique tudo o que possa ofender e aquilo que não gostou.

Agora que você chegou até o final do artigo, tenho certeza que já sabe como se comportar ao receber palpites de familiares ou amigos durante a gestação. Lembre-se: não se sinta incapaz e não tenha a sensação de insuficiência. O seu baby precisa de você na sua melhor versão.

Durante a gestação, após o parto, durante a infância da sua criança: não importa a época, sempre haverá alguém para opinar sobre a sua relação com seu filho. Por isso, é importante as mães e os pais saberem se posicionar diante situações desde quando o baby está no forninho.

Se você é uma mamãe que gosta de se manter atualizada sobre o universo da maternidade, siga nossa página no Instagram e no Facebook. Esperamos você por lá!